Os Spiuk Nebo são uma das mais recentes criações desta marca no segmento dos ócuclos de ciclismo para várias vertentes e sempre em busca da melhor performance possível. A gama de utilizações é ampla, mas há uma clara orientação para o ciclismo de estrada e para o gravel, contudo. Vamos aos pormenores…

PUB
Specialized Levo

Testámo-los em diferentes ambientes, naturalmente, e fizemos a sessão fotográfica com uma bicicleta de estrada, pois foi nessas voltas que sentimos que estes Nebo se “portam” melhor. Mas também os testámos em treinos e caminhos de gravel e BTT. Em termos de desempenho, nada a assinalar, são bons companheiros de kms!

Com capacetes mais volumosos, como os de trail, all mountain ou enduro, estes óculos podem contudo ser um pouco desconfortáveis, isto devido às suas dimensões. “Teimam” em bater no capacete de vez em quando, até porque estamos a falar de um modelo que na área das lentes tem 62 mm de altura.

Mas refira-se que a estética sóbria e elegante que podemos ver nas imagens corresponde perfeitamente à realidade: um aspeto visual e uma construção que denotam qualidade. Se gostamos de óculos grandes, mas que ao mesmo temo não sejam demasiado “vistosos”, então estes Nebo são uma opção a ter em conta.

Pelo menos na cor de armação preta que a marca nos emprestou para teste, pois existe uma versão em branco que chama um pouco mais a atenção, sendo que inclui também lentes em amarelo com efeito espelhado.

PUB
KTM E-Bikes BTT

Uma nota de novo para a construção destes óculos de ciclismo, que nos deixam uma sensação qualidade. Embora a lente seja integral pelo lado de fora, a mesma está enquadrada numa “moldura”, numa armação que torna o conjunto bastante rígido e com um “ar” resistente. A lente está muito bem fixada na armação, torna-se até difícil retirá-la para a trocarmos, por exemplo.

Durante o uso, notamos conforto. As inserções em borracha nas hastes funcionam bem e a ponte nasal é flexível. As hastes, aliás, têm uma posição “aberta” e com uma certa resistência, para que os óculos não se fechem quando os tiramos e queremos colocá-los no capacete, por exemplo.

PUB
Nova Trek Supercaliber

O conforto acima mencionado é também favorecido pelo facto de estes não serem uns óculos excessivamente pesados, sobretudo tendo em conta o seu aspeto “maciço”: verificámos 40 gramas na balança.

Quanto a ventilação, a lente “trabalha” com duas ranhuras na parte inferior da armação, estrategicamente dispostas para que os óculos não embaciem, algo que não aconteceu durante as voltas que demos com eles até à data (aguardemos pelos dias mais frios e chuvosos para vermos o que acontece…).

Os olhos ficam protegidos do vento, o que é desejável para aqueles de nós que são um pouco sensíveis nesse sentido, e esta característica torna-os bons para ciclismo de estrada e para quando experienciamos velocidades mais elevadas.

PUB
Schwalbe Pro One Tubeless

Quanto à visão através da lente, parace-nos eficaz. Vemos bem em todas as situações, com proteção q.b. nos dias de sol. Há um ligeiro “efeito de espelho” que ajuda a refletir os raios solares, refere a marca, com proteção UV400 nm. Para quem é mais exigente a este nível, este modelo tem ainda uma versão Lumiris com uma lente fotocrómica, mas a um preço mais elevado (129 euros).

Por falar em preço, neste caso o Nebo parece-nos ter uma boa relação qualidade/preço quando comparado com outros modelos de outros fabricantes. Custam 84 euros no site oficial da marca, link abaixo, ou nos representantes.

Mais info:

Neste teste:

  • Texto: José Escotto
  • Fotos: Samuel Iglesias
  • Rider nas fotos: José Escotto

Lê também:

Caso detetes algum erro ou tenhas informação adicional que enriqueça este conteúdo, por favor entra em contacto connosco através deste formulário.

Também vais gostar destes!