Remco Evenepoel era o favorito à vitória no contrarrelógio de abertura da Volta ao País Basco, mas não foi além do quarto lugar, a 11 segundos do vencedor Primoz Roglic (BORA-hansgrohe).

PUB
Orbea Genius Dealers

Uma classificação em que se tem de considerar o tempo perdido devido a queda do belga Soudal Quick-Step, pouco depois da partida. Com tão-só 20 segundos decorridos deste que saiu do palanque, o campeão do mundo na disciplina caiu numa curva.

Depois de alguns segundos no solo, voltou à estrada, mas esse tempo perdido acabou por custar-lhe um resultado melhor.

“Derrapei. Nas imagens vemos uma grade de sarjeta, que terá feito a minha roda dianteira escorregar. Mas aconteceu tão rápido. Creio que não me arrisquei muito, mas num contrarrelógio de apenas dez quilómetros queremos passar pelas curvas o mais rápido possível”, explicou Evenepoel ao Sporza.

PUB
Beeq

PUB
TrekFest 2024

“Não é um erro de condução, talvez tenha ido um pouco longe demais na curva. Não foi muito perigoso, isso não. Havia outras opções, mas não sou eu quem faz os percursos. E os riscos, nós mesmos os assumimos. Se cairmos, a culpa é nossa. A culpa foi minha”, assumiu Evenepoel.

“Fiquei parado durante 13 segundos e antes de voltar a ganhar velocidade perde-se mais 20 segundos. Isso é o que custa uma queda destas. Uma vitória teria sido possível, mas agora é fácil de dizer. Não deveria ter caído se quisesse vencer. Mas estou muito feliz com as sensações. Poderia ter-me desmotivado e perdido um minuto, mas ultrapassei Sepp Kuss e fiz um bom contrarrelógio”, finaliza o belga.


Crédito da imagem: EPA / Jesus Diges / Lusa

PUB
Giant TCR 2024

Também vais gostar destes!