Elia Viviani não foi feliz no regresso aos pavés de Roubaix após sete anos de ausência. O italiano da INEOS Grenadiers caiu ainda antes do primeiro setor de empedrado da corrida.

PUB
Prototype

Apesar da alta velocidade a que rolava o pelotão no momento do acidente, o velocista, de 35 anos, escapou sem graves lesões, o que Viviani atribui à proteção pelo seu capacete.

“Pode parecer parvoíce repetir isso vezes sem conta, mas o capacete salvou a minha vida na queda acidente no último domingo. O capacete simplesmente se desintegrou com o impacto, mas protegeu a minha cabeça. Obrigada… Kask [fabricante do capacete]”, escreve Elia Viviani em sua conta na rede social X (ex-Twitter).

O corredor transalpino esclareceu sobre as mazelas da queda: “Os exames no hospital não revelaram fraturas e ao voltar a casa fiz exames complementares com a equipa, que mostraram uma lesão no glúteo esquerdo e um grande hematoma, além de várias escoriações no resto do corpo”.

“Mas a cabeça não tem nada!”, reforça Elia Viviani.


Créditos da imagem: Elia Viviani Twitter – https://twitter.com/eliaviviani/status/1777610482871881889/photo/1

PUB
Nova Trek Supercaliber

Também vais gostar destes!