Egan Bernal volta a ganhar tempo a todos os adversários diretos na luta pelo Giro de Itália 2021. O colombiano impôs-se aos rivais na etapa da última quarta-feira, que incluiu três setores de terra batida, na Toscana, o famoso sterrato, onde se disputa a famosa Strade Bianche. Neste dia, um dos grandes derrotados foi Remco Evenpoel, que perdeu 2m08s para Bernal, depois de ter perdido o contacto com o grupo dos favoritos a 25 km da meta.

PUB
Giant TCR 2024

Apesar da vantagem que vai angariando para os adversários, Bernal mantém o discurso moderado.  “Creio que ainda continua a haver muitos rivais. Nunca pensei que houvesse apenas o Remco Evenepoel, e agora não penso que reste apenas o Vlasov. Tenho muito respeito por todos: Yates, Carthy, Caruso. Ganhei alguns segundos, mas todos nós sabemos o quão difícil é o Giro e como serão as últimas 10 etapas. Estou a tentar ser o mais regular possível. Sabemos que estamos bem, mas continuaremos a respeitar todos os rivais”, afirmou o corredor da Ineos-Grenadiers.

“Antes de começar etapa, disse aos meus companheiros que queria que estivéssemos na frente no primeiro setor de terra, que pudéssemos um andamento forte em todo o setor porque, incluindo na descida. Assim, seria mais difícil para os corredores de trás seguirem nas nossas rodas”, revelou Bernal.

“Quando saímos do primeiro setor e vimos que Remco estava para trás, continuamos a puxar forte, é claro, porque ele é um dos favoritos. Mas depois que ele reentrou. No setor seguinte não trabalhámos, foi a Astana. Mas no terceiro ataquei forte e o Remco cedeu definitivamente”, explicou o colombiano.

PUB
Nova Trek Supercaliber

“Gostei muito. Diverti-me no sterrato”, declarou Bernal. “A parte mais complicada foi a mental, porque sabe-se que basta um erro de condução para cair ou furar, mas no final, o que ressalta é o equilíbrio entre o asfalto e a terra. Para estar na frente, tem de correr riscos”, explicou o líder da classificação geral, que dispõe de uma vantagem de 45 segundos para o agora segundo classificado Aleksandr Vlasov (Astana-Premier Tech) e de 1m12s para Damiano Caruso (Bahrain Victorious), o terceiro. Evenepoel caiu cinco posições e encontra-se a 2m22s de Bernal, com Ciccone dois segundos depois.

Também vais gostar destes!