Foi o regresso das grandes competições mundiais no BTT, depois de cerca de 60% do calendário ter sido cancelado. E foi um regresso com vitórias de ciclistas que estão tão mais do que habituados a ganhar nos grandes palcos. Nino Schurter e Annika Langvad – que somam títulos mundiais – conquistaram a Swiss Epic, numa corrida em que com os respetivos companheiros de equipa dominaram no setor masculino e feminino.

- - - Pub - - -

Specialized Recolha em Loja

Com os atletas a terem algumas dúvidas quanto à sua forma depois do confinamento, tanto a dupla da Scott-SRAM (Schurter e Lars Forster) e a da Specialized Racing (Langvad e Haley Batten) dominaram a prova de cinco etapas muito duras, que decorreu até sábado passado.

“A semana toda foi quase perfeita. Não tivemos problemas mecânicos ou furos e garantimos quatro vitórias de etapas”, salientou Schurter, citado pelo VeloNews. “Admito que ao vir para a corrida havia a dúvida de como o Lars e eu iríamos subir aquelas montanhas. Tendo respondido a essas dúvidas, estou muito feliz com as vitórias de etapa e a classificação geral”, acrescentou, referindo como foi uma “vitória bonita”.

Swiss Epic/© Michael Chiaretta

A dupla da Trek-Pirelli 1 (Fabian Rabensteiner e Samuele Porro) foi aquela que ainda tentou dar luta à da Scott-SRAM, mas a segunda etapa correu muito mal e no final foram 10:32 minutos que separaram primeira e segunda classificada. A fechar o pódio ficaram Kristian Hynek e Martin Stosek, da Future Cycling Northwave.

No feminino foi domínio total, mas com um pequeno susto a terminar

Swiss Epic/© Andreas Lörcher

Se no masculino a prestação dos vencedores foi dominadora, o que dizer sobre a corrida feminina! Annika Langvad e Haley Batten ganharam as cinco etapas da Swiss Epic e deixaram a concorrência a 38:19 minutos. Stefanie Dohrn e Elisabeth Brandau, da Centurion Vaude Radon, ficaram em segundo, com a dupla da Andermatt Spur (Ariane Lüthi & Alice Pirard) a fechar o pódio, mas já a 45:27 minutos de Langvad e Batten.

No entanto, foi a equipa Andermatt Spur que ainda ameaçou a prova perfeita de Specialized Racing, mas sem conseguir o desejado triunfo na etapa. “Estou muito orgulhosa da nossa performance. Corremos de uma forma muito inteligente. Trabalhámos para tirar o maior proveito da força das duas, portanto é recompensador quando conseguimos bons resultados”, realçou Langvad.

Ainda assim, os dois furos no último dia, no sábado, recordou às atletas que, apesar do domínio, a vitória só estaria garantida quando cortassem a meta. Langvad admitiu que sábado acabou por ser um pouco mais stressante.

Aqui ficam algumas fotografias desta espetacular prova. Podes consultar todos os resultados neste link do site oficial da prova.

GoRide

Subscreve a Newsletter GoRide!

Todos os artigos diretamente no teu email.