O estado-unidense Benjamin King deu, esta quarta-feira, a segunda vitória à Rally Cycling na presente edição da Volta a Portugal, impondo-se na sexta etapa, de 182,4 quilómetros, entre Viana do Castelo e Fafe.
O início da tirada foi antecedido pelo abandono da Rádio Popular-Boavista, equipa do camisola amarela, Daniel Freitas, que devolveu a liderança a Alejandro Marque (Atum General-Tavira). Luís Fernandes testou positivo à covid-19 o que, sendo o terceiro elemento da Rádio Popular-Boavista com contaminação confirmada, levou ao abandono em bloco dos boavisteiros, que já não alinharam à partida.
Após o arranque, o pelotão voltou a não dar luta no momento de formação da fuga do dia. Por isso, logo aos quatro quilómetros destacaram-se onze homens: Juan Diego Alba (Movistar Team), Tom Wirtgen (Bingoal Pauwels Sauces WB), Isaac Canton (Burgo-BH), Benjamin King (Rally Cycling), Mason Hollyman e Alastair Mackellar (Israel Cycling Academy), Pedro Paulinho (Tavfer-Measindot-Mortágua), Roniel Campos (Louletano-Loulé Concelho), Bruno Silva (Antarte-Feirense), Hélder Gonçalves (Kelly-Simoldes-UDO) e Marvin Scheulen (LA Alumínios-LA Sport).
O Atum General-Tavira consentiu uma vantagem significativa aos escapados. A diferença aproximou-se dos dez minutos e, rapidamente, ficou claro que a disputa da etapa seria entre os ciclistas que ousaram atacar logo no início da jornada.
Benjamin King, rei da montanha na Volta ao Algarve de 2018, ano em que ganhou duas etapas na Vuelta, foi o mais forte dos escapados. Atacou a 17 quilómetros da meta e, a partir de então, pedalou sozinho até à meta, que alcançou ao fim de 4m22m00s. Alastair Mackellar chegou a 9 segundos e Tom Wirtgen fechou o pódio da etapa, a 15 segundos.
O pelotão chegou a mais de 8 minutos do vencedor. E, entre os homens da geral, Maurício Moreira (Efapel) voltou a demonstrar ser o mais forte, mas só ganhou 2 segundos à concorrência.
Alejandro Marque continua de amarelo, com 5 segundos de vantagem sobre Amaro Antunes e 25 segundos de Frederico Figueiredo (Efapel). Maurício Moreira está em quarto, a 1m01s.
A sétima etapa vai levar a caravana, esta quinta-feira, de Felgueiras até Bragança. Os 193,2 quilómetros – a mais longa tirada da prova – com diversas subidas pontuáveis para a classificação da montanha e as elevadas temperaturas deixam antever mais um dia difícil para os corredores.
PUB
TrekFest 2024

Também vais gostar destes!