A E3 Saxo Classic, esta sexta-feira, dia 24, é o grande ensaio para a Volta a Flandres (2 de abril), reunindo uma constelação de corredores nas suas duras rampas de pavé.

PUB
Prototype

Desde logo, entre as estrelas mais cintilantes está o inevitável Tadej Pogacar (UAE Team Emirates). Seis dias depois do quarto lugar na Milão-Sanremo, o esloveno estreia-se nesta clássica belga, tendo em vista o seu próximo grande objetivo, a Volta a Flandres, cuja vitória procura desde 2022.

“Depois da Paris-Nice, estamos cheios de confiança a nível coletivo e prontos para enfrentar as clássicas”, disse Pogacar. “É a primeira vez que vou participar da E3. Portanto, é uma nova experiência e um novo desafio, e estou ansioso. A atmosfera na Bélgica durante estas semanas de corridas é algo especial e a paixão das pessoas pelo ciclismo é fantástica”, salientou.

“Tenho ótimas recordações desse período da temporada passada e quero muito voltar a competir nessas estradas”, afirmou o líder da UAE Team Emirates, que terá como companheiros o belga Tim Wellens – também a estrear-se na E3 Saxo Classic – o italiano Matteo Trentin, o neerlandês Sjoerd Bax, o dinamarquês Mikkel Bjerg, o português Rui Oliveira e o sul-africano Ryan Gibbons.

A Alpecin-Deceuninck, em grande evidência no início da temporada de clássicas, regressa com um coletivo forte na E3 Saxo Classic. Como figura de proa, o neerlandês Mathieu van der Poel, após a extraordinária vitória na Milão-Sanremo. O pentacampeão mundial de ciclocrosse conta com os belgas Quinten Hermans e Dries de Bondt, o suíço Sylvan Dillier, o austríaco Tobias Bayer e o australiano Robert Stannard e o dinamarquês Soren Kragh Andersen.

Na Jumbo-Visma, um quarteto de luxo: os belgas Wout Van Aert e Tiesj Benoot, o francês Christophe Laporte e o neerlandês Dylan van Baarle. A oportunidade para o terceiro classificado da Milão-Sanremo, o vencedor da Kuurne-Brussels-Kuurne, o terceiro da Omloop Het Nieuwblad e o vencedor desta última, trabalharem os automatismos para os dois monumentos que se avizinham, a Volta a Flandres e a Paris-Roubaix (9 de abril).

Recordando a imagem da edição do ano passado da E3, com Van Aert e Laporte a cortarem a meta de mãos dadas, a equipa neerlandesa ambiciona repetir a cena, apesar da fortíssima concorrência. Ao lado dos quatro líderes, encontraremos os belgas Nathan Van Hooydonck e Tosh Van der Sande, e ainda o italiano Edoardo Affini.

PUB
Giant TCR 2024

A Soudal Quick-Step, culturalmente dominante nestas corridas da Flandres, não vence há duas temporadas. Para regressar os triunfos, a equipa belga leva uma forte equipa para Harelbeke.

O bicampeão mundial Julian Alaphilippe fará a sua estreia na E3 Saxo Classic e espera brilhar após um difícil início de temporada. O francês será acompanhado por Kasper Asgreen, que já venceu esta corrida em 2021, pelo belga Yves Lampaert, terceiro em Bruges-La Panne, e o francês Florian Sénéchal, segundo na E3 em 2021. Tim Declercq, Jannik Steimle e Dries Devenyns completam esta sólida composição.

A Movistar apresentará uma equipa ofensiva, pronta a fazer de tudo para abrir com êxito esta campanha da Flandres 2023 para a formação espanhola. O elenco estará focado no versátil americano Matteo Jorgenson, vencedor do Tour de Omã no início do ano, e no espanhol Iván García Cortina, que poderá fazer valer a sua explosividade e a sua experiência no pavé.

Os espanhóis Iván Romeo e Lluís Mas, o suíço Johan Jacobs – que conquistou o segundo lugar na Paris-Roubaix de Esperanças em 2019 – o dinamarquês Mathias Norsgaard e o colombiano Fernando Gaviria – que substitui Oier Lazkano, doente – completam o coletivo da formação da telefónica.

Também vais querer ler…

Evenepoel mesmo sem… arco-íris

Fotografia: Twitter Team Jumbo-Visma

Também vais gostar destes!