A verdade é que aqui no GoRide.pt, por vezes, há bikes que nos passam ao lado… E enquanto estávamos “entretidos” a apreciar as características da fantástica Cannondale Scalpel HT acabámos por não dar atenção à nova BMC Twostroke 2022, que também mostra uma “vocação” para o chamado downcountry desde a geração anterior. E este modelo também merece holofotes, isso é certo! Vejamos porquê, olhando para as duas bikes em paralelo…

PUB
Specialized Recolha em Loja

O quadro da BMC Twostroke 2022, com um design com arestas e ângulos bem vincados, baseia-se na fibra de carbono 01 (cinco dos modelos disponíveis) e em alumínio, também, isto noutros seis modelos.

A BMC sempre admitiu, especialmente por altura do lançamento da Twostroke, que baseou est geometria na Fourstroke (a bike da marca de suspensão total para XC, mas que tem uma certa apetência trail…). Isto faz lembrar algo?

Sim, a afirmação bastante parecida da Cannondale, recentemente, sobre a nova Scalpel HT, sendo que até o nome do modelo (Scalpel) foi mantido na designação em alusão à gama de suspensão total da marca.

Vídeo de apresentação da BMC Twostroke:

Introducing the all new Twostroke

Geometrias

A BMC Twostroke surpreende o segmento do XC com uma geometria bastante parecida e herdada dos quadros destinados ao trail. O objetivo é obter desempenho em qualquer trilho, seja aqueles mais técnicos a subir, sejam as descidas rápidas, o single tracks, os saltos…

PUB
Trek E-Caliber

Parece complicado chegar a esse nível, mas as características do quadro apontam nesse sentido, claramente. Eis a geometria básica da BMC Twostroke 2022, quadro em carbono 01 no tamanho M:

  • Ângulo de direção: 67º // Ângulo do tubo do selim: 75º // Distância entre eixos: 1.135 mm // Escoras: 425 mm // Front center: 715 mm // Reach: 445 mm.

Por eles podemos assinalar duas partes neste quadro: o triângulo frontal ou principal, com clara vocação para descer, lança a roda mais para a frente. Para manter uma boa postura, o reach e o front center estão mais amplos.

Por outro lado, o triângulo posterior, compacto, traz a reatividade necessária para acelerar sem contemplações, parece-nos. Para termos uma ideia e uma base de comparação, a Speedfox, o modelo de suspensão total da marca com um recorte mais trail, tem a direção a 68º e um reach de 440 mm….

Depois, por seu turno, a Cannondale Scalpel HT. E as semelhanças com a BMC Twostroke são notórias em termos de posionamento no segmento. O quadro BallisTec (não disponível nos modelos Hi-Mod) tem o mesmo curso que a hardtail da BMC descrita neste artigo.

E, ao recordarmos o artigo recente de apresentação da Scalpel HT, o quadro Hi-Mod oferece 110 mm de curso à frente, tornando a estrutura um pocuo mais “descontraída”. A BMC Twostroke fica-se pelso habituais 100 mm.

Aqui está a geometria básica da Cannondale Scalpel HT com quadro Ballistec, no tamanho M:

  • Ângulo de direção: 67º // Ângulo do tubo do selim: 75º // Distância entre eixos: 1.154 mm // Escoras: 435 mm // Front center: 726 mm // Reach: 430 mm.

Não são as diferença escassas? Vendo com a atenção, a BMC pretende oferecer um comportamento mais reativo que o que vemos na Scalpel, com um triângulo traseiro mais compacto e que determina uma distância entre eixos mais curta e um pedaleito numa posição mais baixa.

Contudo, estes são pontos que apenas os mais atentos perceberão durante o andamentos das bikes, à partida. Quem as estiver a controlar, contudo, irá notar no que existe de diferente ao nível do desempenho…

Vídeo de apresentação da Cannondale Scalpel HT:

Scalpel HT - The Purest Form of Racing

Frente a frente…

Podemos aqui “localizar” dois modelos que podem assumir-se como rivais naturais, cada um na sua marca, e que contam com componentes e equipamento que pode satisfazer as necessidades de quem compete. Ou apenas para as voltas de fim de semana mais “a fundo” ou mais calmas, claro. São bikes top!

Por um lado, temos a BMC Twostroke 01 Two 2022 (4.499 euros); por outro, a Cannondale Scalpel HT Carbon 2 2022 (4.499 euros).

Com quadro de carbono 01, a Twostroke 01 Two 2022 apresenta uma suspensão frontal RockShox SID Select de 100 mm, transmissão Sram que mescla componentes X01 e GX Eagle (cassete 10-52t e pedaleiro 34t), travões Sram Level TLM e rodas DT Swiss X1700 (alumínio). O peso fica-se pelos 9,95 kg.

Já a Cannondale Scalpel HT Carbon 2 2022 tem à frente a famosa suspensão Lefty Ocho com 100 mm de curso (a Ocho Carbon que está na Scalpel HT Hi-Mod chega aos 110 mm) e uma transmissão Shimano XT (cassette 10-51t e pedaleiro 34t), com a companhia de travões também XT. As rodas são as Stan’s NoTubes Crest MK4 em alumínio.

29 U Scalpel HT Crb 2

Ambos os modelos contam ainda com guiadores de carbono com 760 mm, com objetivo de oferecer um pouco mais de controlo.

Conclusão rápida

Agradecemos o teu feedback face às reflexões que fazemos neste artigo, por favor! Concluímos, de certa forma, que tanto a nova Cannondale Scalpel HT 2022, com uma conceção muito avançada, como a nova BMC Twostroke 2022 são claras provas de que a tendência no XC está adicionar a cada bike características que a façam ser melhor nas descidas.

Até porque os circuitos desta vertente são cada vez mais técnicos e obrigam os fabricantes a desenharem estruturas que sigam este sentido, o sentido em que as bicicletas são mais polivalentes: continuam a subir bem (em função da capacidade do ciclista para “trepar”) e conseguem também descer rápido, saltar, andar mais depressa em partes técnicas, isto se o “kit de unhas” deixar.

Será mesmo o futuro das bicicletas neste segmento?

Mais info:

PUB
Orbea

Estás a gostar do GoRide.pt?

Então subscreve a Newsletter GoRide.pt clicando/tocando na imagem abaixo!

NEWSLETTER GORIDE.PT Newsletter GoRide.pt

José Escotto
O nosso responsável pelo GoRide Espanha! Experiência na área do ciclismo (e do desporto em geral) não lhe falta e muito menos entusiasmo quando se trata de divulgar as mais recentes novidades de bicicletas e BTT.

    Também vais gostar destes!

    Mais em Bikes