A francesa Melanie Pugin é a atual campeã em título do circuito de enduro EWS, como podes ver pelo curo vídeo acima neste artigo. Para alcançar esse título, e pertencendo à equipa BH Racing Enduro, esta rider está sempre aos comandos da nova BH Lynx 5 Carbon.

PUB
Prototype

Um facto curioso e relevante: esta é uma bicicleta que não apresenta cursos de suspensão longos ou geometrias típicos do downhill, baseia-se isso sim numa montagem quase de all mountain.

Ficamos a pensar: ou Pugin é efetivamente uma rider muito acima da média, ou esta BH acrescenta-lhe um desempenho tão equilibrado que acaba por destacar-se nos trilhos de enduro lado a lado com bikes com características mais “radicais”…

Por essa ou outras razões, no catálogo da marca desapareceu a versão LT (Long Travel) da bike de Pugin e ficou apenas a BH Lynx 5 Carbon para todas as finalidades. E é esta a base da “máquina” que pugin usa no circuito EWS.

Houve uma substituição do set de suspensões por modelos da DVO e trocou-se a biela mais pequena da estrutura que agarra o amortecedor da original de carbono por uma de alumínio, para reforçar a rigidez e a cinemática do sistema Split Pivot da BH.

PUB
Specialized Levo

Não haja dúvida de que Melanie Pugin está hoje entre as melhores riders do mundo na sua categoria. Ao título de campeão do mundo de e-BTT que conseguiu no ano passado no enlameado circuito de Leogang, com uma BH Atom-X, soma agora a liderança no ranking mundial do Enduro World Series (EWS). Ao longo da época, foram três vitórias em etapas e outros quatro pódios nas nove corridas do calendário Enduro World Series 2021.

A atleta da BH Racing Team chegou à última etapa pontuável de 2021, a Vittoria EWS Tweed Valley, na Escócia, a precisar apenas de ficar no top 10 para ser campeã. Não falhou. Ficou em 7º, o pior resultado da temporada, mas o suficiente para alcançar o seu objetivo.

“Após uma grande aposta que fiz em 2019 ao mudar de vida, alcancei finalmente o meu maior sonho. É muito gratificante passar pelo que passei e agora chegar aqui, é um alcançar de objetivos a 100%”, referiu Pugin no momento da cerimónia de pódio final do campeonato.

PUB
TrekFest 2024

E a BH Lynx 5 Carbon?

Não é normal andar numa vertente como o enduro com uma bike com características tão “polivalentes”, digamos assim, mas este modelo parece ter correspondido às necessidades da atleta a todos os níveis. O resultado fala por si.

A BH Lynx 5 que encontramos agora na oferta da marca abandonou os 150 mm à frente que estavam na versão LT e tem agora 130 mm de curso. A geometria é mais trail do que se poderia supor, adaptando-se melhor a todos os tipos de ambientes gravity.

A versão mais cara e mais bem equipada, a BH Lynx 5 Carbon 7.0, apresenta-se com bastante equilíbrio no equipamento instalado. Por 4.699 euros temos acesso a um quadro em carbono que pesa 2.200 gramas (no tamanho M) e é construído com base nas fibras de carbono Ballistic Carbon Layup.

O conjunto de suspensões baseia-se numa Fox 34 Factory à frente e num amortecedor Fox DPS Factory. A transmissão e os travões são Shimano XT. Confere as restantes características desta “máquina” no site oficial da marca, por favor.

Fotos: BH

PUB
Riese & Müller Multitinker

Mais info:

Também vais gostar destes!