Amaro Antunes, da W52-FC Porto, conquistou este domingo a segunda vitória consecutiva na Volta a Portugal, defendendo com sucesso a liderança na última etapa, um contrarrelógio de 20,3 km em Viseu, terminando a competição com 10 segundos de vantagem sobre Mauricio Moreira.
O uruguaio da Efapel sofreu uma queda no contrarrelógio e assim perdeu as possibilidades de ultrapassar Amaro Antunes na classificação geral. Moreira retomou a etapa a todo o gás, mas não foi suficiente para roubar a amarela ao corredor da W52-FC Porto, ficando com o segundo lugar na etapa, a 12 segundos do seu companheiro de equipa Rafael Reis, vencedor da jornada.
Amaro Antunes foi quarto classificado no contrarrelógio, a 44 segundos do vencedor, o suficiente para segurar a amarela e vencer a Volta a Portugal. Na terceira posição da geral ficou Alejandro Marque (Atum General-Tavira Maria Nova Hotel), a 1m23s de Amaro Antunes.
A Efapel venceu a classificação por equipas, com seis etapas ganhas durante esta edição da Volta a Portugal. Rafael Reis conquistou a camisola dos pontos, Bruno Silva (Antarte-Feirense) a camisola da montanha, e Abner González (Movistar) a camisola da juventude.
O último vencedor deste contrarrelógio, em 2017, quando a Volta a Portugal também terminou em Viseu, foi Gustavo Veloso (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel). O corredor espanhol, vencedor de duas Voltas, terminou este domingo a sua carreira, aos 41 anos.
PUB
Specialized Levo

Também vais gostar destes!