O Alentejo e Ribatejo irão ter mais de 3000 quilómetros de percursos cicláveis, partindo esta iniciativa da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo.

Serão 3105 quilómetros de percursos: 1369 de BTT, 931 de estrada e 805 de gravel (caminhos não pavimentados).

Estarão também disponíveis, no âmbito do projeto Cycling Alentejo e Ribatejo, oito Centros Cyclin’Portugal: Almodôvar, Arripiado, Arronches, Castelo Vide-Marvão, Coruche, Ourique, Portalegre e Serra D’Ossa. Haverá ainda o Centro Cyclin’Portugal de Odemira – Rota Vicentina e o Centro Cyclin’Portugal de Serpa.

Sandro Araújo, vice-presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo e coordenador do Programa Nacional Ciclismo para Todos deixa uma mensagem:

“Com o Cyclin’Portugal, a FPC pretende contribuir cada vez mais para promover Portugal como destino de excelência para o turismo com bicicleta, nos mercados nacional e internacional. Para isso, integramos elementos como eventos de massas, formação e capacitação de agentes, bem como a homologação e mapeamento de infraestruturas em todo o território nacional. A parceria com o projeto Cycling Alentejo e Ribatejo permitirá identificar e ativar uma vasta rede de percursos de estrada, BTT e gravel, para diferentes públicos, do nível iniciado até ao mais avançado”.