Julian Alaphilippe tem assumido funções de gregário de luxo de Remco Evenepoel na presente edição da Vuelta a Espanha. O francês da Quick-Step Alpha Vinyl, à falta de oportunidade – e de estado de forma física ótimo – para visar vitórias em etapas, afirma que está satisfeito com o trabalho desenvolvido em prol do seu jovem companheiro de equipa, ajudando-o a liderar a prova.

PUB
Giant TCR 2024

“Estou muito satisfeito. Tivemos dias ótimos nas etapas seletivas. O objetivo foi levar Remco bem até ao início das subidas finais. Ele tem excelentes pernas desde o início da Vuelta e é muito positivo estar em vantagem agora quando se segue este longo contrarrelógio”, explica o bicampeão do mundo de fundo.

 

PUB
Giant TCR 2024

“Tenho contribuído com o meu melhor para ajudá-lo da melhor forma possível, não só nesta Vuelta, como desde o início da temporada. É muito bom poder competir por um líder como Evenepoel, que está a disputar a classificação geral de uma Grande Volta”, reconhece o corredor de 30 anos, natural de Saint-Amand-Montrond, que instado pelos jornalistas sobre qual o melhor conselho a Remco sobre como lidar com a pressão da liderança  escusou-se a divulgá-lo, com um gracejo. “Se eu tiver algum conselho para Evenepoel… não o direi aqui! [risos]”

Na ocasião, Alaphilippe aproveitou, ainda, para fazer um balanço do seu estado de forma, a menos de um mês do Campeonato do Mundo. Em dificuldade no início da semana, especialmente na 4ª etapa, que por ter tido um perfil ao jeito do francês, este não conseguiu jogar a sua cartada. Todavia, desde então Julian Alaphilippe parece estar a encontrar as melhores sensações e o trabalho que vem desenvolvendo a favor de Evenepoel é bom indicador. “Foi uma semana muito difícil. Não foi nada boa, principalmente o início, mas as coisas estão a melhorar”, conclui.

Também vais gostar destes!