“Seguindo os passos da 3T Racemax Italia Integrale Made in Italy, chega a vez da 3T Racemax Boost Italia Integrale, que adiciona as capacidades elétricas do conhecido sistema Mahle X-20 à versão mais recente da 3T”. É assim apresentada em comunicado de imprensa esta 3T muito italiana, e a verdade é que não há melhor forma de apresentar…

PUB
Specialized Levo

O fabricante italiano entra no mundo das bicicletas elétricas com uma opção que pesa menos de 11 kg e tem uma autonomia, até, bastante elevada, ambas as características estão presentes na versão “superleve”, denominada de “Project X”.

Fazendo uso da sua tecnologia patenteada, a 3T produz estas “jóias electrificadas” na própria sede em Bergamo (Itália). Como a própria marca o diz, “cada um dos quadros Racemax Italia é fabricado a 100% nas instalações de produção internas, imediatamente acima dos escritórios da sede da empresa”.

Este quadro é uma verdadeira obra de arte, e que está sempre sob o escrutínio máximo dos engenheiros, já que estão no mesmo local onde é fabricado. O resultado é um quadro leve em fibra de carbono de apenas 1.000 gramas (sem pintura, margem de erro de +/- 3%) que oferece a mesma geometria que a Racemax “normal”. Com rodas de 700c, este quadro suporta pneus de até 42 mm de largura.

E a rigidez é outro dos elementos que foi aqui enfatizado: este novo quadro Racemax Boost fabricado em Itália possui níveis de rigidez superiores aos quadros fabricados na Ásia, com um movimento central que é 9% mais rígido e um tubo de direção que tem uma relação de rigidez-conforto 20% maior do que o seu “irmão” asiático.

PUB
Specialized Levo

A nova Racemax Boost Italia é equipada com o mais recente avanço da 3T, o More Integrale, que permite a passagem interna de todos os cabos. O próprio avanço permite ajustes fáceis na altura e comprimento sem a necessidade de cortar e/ou substituir os cabos dos travões.

O motor utilizado é o leve Mahle X-20, que fornece cerca 55 Nm de potência: os engenheiros da marca alemã procuraram proporcionar a este motor um funcionamento suave, com pouca interferência e que permitisse ao utilizador uma condução o mais próxima possível à versão sem motor.

Isto acontece graças às informações fornecidas pelo sensor de potência e cadência localizados no eixo pedaleiro e à possibilidade de personalização da entrega de potência de acordo com as necessidades do ciclista.

3T-Racemax-boost-italia 3T-Racemax-boost-italia

Por outro lado, a bateria de 236 Wh permite, de acordo com a 3T, que um ciclista médio (<75 kg) supere facilmente os 100 km e 1.500 m de desnível em terrenos acidentados. De qualquer forma, é oferecida opcionalmente uma extensão de bateria (Range Extender) que é instalada debaixo do tubo diagonal, no qual se encontra a ligação de carregamento. Este detalhe permite a instalação de dois bidons no triângulo principal…

PUB
Selle SMP

As versões Racemax Boost Italia Ardesia (Gravel) e Project X Nude (Allroad) estão disponíveis em quatro tamanhos de quadro (51 a 58) e vêm equipadas com as transmissões SRAM Rival XPLR e Force, respetivamente. Ambas as versões incluem rodas de carbono 3T “super-wide” 45 | 40 LTD, e a Project X também possui o pedaleiro 3T Torno, também fabricado em Itália para reduzir ainda mais o peso.

3T-Racemax-boost-italia

Mais info:


Imagens: 3T

Também vais gostar destes!