É sempre um prazer poder experimentar uma das bicicletas mais atrativas do catálogo de XC desta marca austríaca, neste caso a KTM Scarp Master 2022. E sabendo que a versão topo de gama, a Exonic), é a “arma” com que contam os atletas da KTM Vittoria Team, a equipa que está a participar na Taça do Mundo de XCO com o apoio deste fabricante.

PUB
Cube Stereo Hybrid HPC 160

Trata-se de uma equipa bastante jovem, composto por nomes como Léna Gerault, Maxime Loret, Mathis Guay e Tatiana Tournut, sendo Léna a mais popular e “estrela” constante dos campeonatos franceses de XC Maratona e XCO.

A Scarp nas mãos de um dos atletas da KTM Vittoria Team.

Mas regressemos à KTM Scarp Master que aqui está em destaque e que andamos a experimentar há já algumas semanas. Podemos dizer que está mais ou menos a meio da gama Scarp, com um preço que ronda os 5.000 euros, pelo que, naturalmente, conta com um bom lote de material.

Reconhecemos que a relação entre o valor pedido e os componentes instalados é bastante positiva, isto a julgar pelas boas sensações que a bicicleta gera nos trilhos. E pela forma como se apresenta visualmente, também.

É de salientar que esta XC está disponível com dois cursos diferentes nas suspensões: por um lado, o que encontramos na versão neste artigo – 100 mm à frente e 95 mm atrás –; por outro lado, a versão MT (um pouco mais barata), conta com 120 mm à frente e 115 mm atrás.

Neste artigo podes ver melhor alguns modelos que fazem parte da gama Scarp de 2022.

PUB
Mondraker Raze

Este é o vídeo mais recente que encontramos desta KTM Scarp. E logo a seguir estão quatro pontos que até ao momento nos estão a surpreender nesta bicicleta. Já vamos com uns bons kms percorridos nela…

1. A arquitectura 100% racing

Já estamos habituados a que as bicicletas de BTT façam uma “viragem” do XC mais clássico para um XC mais técnico. Agrada-nos. Mas também gostamos quando uma bicicleta com características e geometria mais viradas para o “clássico” nos surpreenda. É o que acontece neste caso.

Com esta Scarp temos a sensação de que o XC não muda nunca: velocidade, aceleração e facilidade quando chega a hora de subir trilhos muito técnicos. Depois, a descer, o feeling também é positivo. É verdade que esta versão não é das mais versáteis (para isso existe a Scarp MT, por exemplo), mas nota-se que os genes da competição estão aqui todos.

2. As suspensões competentes

Falamos da suspensão frontal Fox 32 SC Factory e do amortecedor Fox DPS Factory, ambos com controlo no guiador (em simultâneo), que permitem a esta Scarp desmontrar uma performance muito boa tanto em trilhos como em estradões mais “desafiantes”.

Recordamos que os cursos são de 100 mm à frente e 95 mm atrás. E sublinhamos que o esquema de suspensão posterior transmite um comportamento muito característico.

Com o passar dos kms torna-se fácil habituar-nos a ele: eficaz quando em amortecimento pleno. Logo a seguir, no estradão ou no asfalto, a rolar (ou quando é preciso a subir trilhos técnicos), o bloqueio faz com que pareça que estamos numa hardtail.

3. Os pormenores do quadro

O quadro full carbon (há outros modelos da Scarp com triângulo posterior em alumínio…) apresenta-se atrativo em termos estéticos e com pormenores interessantes, diga-se.

A forma como os cabos funcionam internamente, o design das secções que alojam o amortecedor, as escoras na dimensão adequada, a forma como o tubo diagonal se une à zona do pedaleiro, a proteção de escora integrada… Detalhes que agradam aos olhos e também ao bom funcionamento da bicicleta como um todo.

4. Os travões Shimano XT M8100 (com discos MT800 CL160 Freeza)

Não nos cansamos de elogiar este sistema de travagem. Não importa que seja a versão M8100 de dois pistões apenas e com discos de 160 mm… A verdade é que a travagem é poderosa em qualquer circunstância, com bom tacto e progressividade.

Temos a certeza que ao longo do tempo este comportamentoe se irá manter, até porque os discos com tecnologia Freeza têm por hábito ser uma boa opção.

Review completa e vídeo em breve!

Vamos continuar a dar mais uma boas voltas com a KTM Scarp Master, a memorizar todos os pontos mais e menos positivos. E em breve chega o vídeo e o teste completo, isto sem esquecer uma bem composta sessão fotográfica.

Mais info:

PUB
Orbea Rier Connect

Estás a gostar do GoRide.pt?

Então subscreve a Newsletter GoRide.pt clicando/tocando na imagem abaixo!

NEWSLETTER GORIDE.PT Newsletter GoRide.pt

José Escotto
O nosso responsável pelo GoRide Espanha! Experiência na área do ciclismo (e do desporto em geral) não lhe falta e muito menos entusiasmo quando se trata de divulgar as mais recentes novidades de bicicletas e BTT.

    Também vais gostar destes!

    Mais em Bikes