Foi apresentada durante o Sea Otter Europe 2022, fomos um dos meios a marcar presença na apresentação e ainda tivemos a sorte de podermos experimentar em primeira mão esta “beldade” do gravel. É a novíssima BMC Kaius 01 ONE 2023, que fizemos rolar pelas estradas e caminhos de Girona durante umas boas horas…

PUB
Distribuidores Orbea

Aqui ficam então as nossas primeiras impressões sobre a bicicleta (espreita o vídeo acima…), sendo que a marca helvética está prestes a enviar-nos esta Karius para umas boas sessões de teste.

No evento, ao segundo dia (sábado), teve lugar naquela cidade espanhola o Canyon Pirinexus Challenge, uma prova de gravel de 340 km. E foi em alguns caminhos marcados para o efeito que tivemos oportunidade de testemunhar a forma como a Kaius avança que nem louca e apresenta um DNA 100% competitivo. Vejamos a bicicleta ao detalhe…

A BMC Kaius 01 ONE 2023

Antes de arrancarmos, os responsáveis da BMC explicaram-nos brevemente qual o objetivo da marca ao criar a nova BMC Kaius: máximo desempenho, em busca de prestações de topo em competições de gravel. Nesta lógica, é certo que quem procura o lado mais tranquilo e clássico do gravel deve optar pelo outro modelo que a BMC tem neste segmento, a URS.

PUB
Skoda Titan Desert Morocco 2023 Decathlon

A Kaius 01 ONE “transpira” qualidade, algo que acaba por ser normal nos produtos deste fabricante. A bicicleta chama a atenção à primeira vista, e em especial por ser muito compacta.

É efetivamente mais compacta que a URS, mas o design, tão próximo do da BMC Teammachine, quase “engana” quando olhamos para ela pela primeira vez.

Isto porque o reach é até bastante amplo (397 mm no tamanho 51), permitindo assumirmos uma posição muito aerodinâmica em cima da bicicleta.

Para termos essa sensação muito contribui o guiador integrado. É o muito recente modelo ICS Carbon (com linhas muito clean e aqui muito belo, em branco) e é outro dos segredos que diferenciam esta Karius de muitas outras gravel.

Pois as dimensões são pouco comuns, no fundo: 360 mm na parte superior e 420 mm nas extremidades (continuamos a falar do guiador, ok?). O que se pretende com estas características? Mais aerodinâmica, mesmo sendo a Kaius uma gravel, sim.

Nesta bicicleta tudo foi pensado ao pormenor. O quadro tem design claramente inspirado na Teammachine, com um tubo diagonal que permite que a bicicleta “deslize” pelos caminhos mesmo quando surgem ventos cruzados.

Mais: a parte inferior da estrutura surge reforçada, agora, para suportar melhor os impactos causados pelas pedras que saltam dos trilhos por ação das rodas.

O posicionamento das grades de bidon, por exemplo, está pensada para “render” no que diz respeito à aerodinâmica, já que o design desses elementos e o facto de estarem tão perto do pedaleiro pretendem gerar um centro de gravidade baixo, evitando turbulências excessivas.

Neste sentido, apesar de apontar à elevada performance, esta Kaius não deixa de procurar amenizar as vibrações que surgem do terreno. E isto nota-se bem, a bicicleta “cede” de forma controlada para absorver o que mais pode fatigar o corpo.

Para tal “trabalha” a disposição do laminado dos tirantes, a ligeira flexibilidade do espigão de selim 01 Premium Carbon D-Shaped Seatpost e o generoso “balão” dos pneus de 40 mm (sendo que o quadro e o clearance traseiro permitem instalar peus de até 44 mm).

Em movimento!

O percurso que “trilhámos” com a BMC e restantes colegas de test ride não incluiu grandes distâncias ou desníveis. Foram selecionadas algumas partes do traçado da prova de gravel mais importante do Sea Otter Europe deste ano.

E trechos muito em linha com o que as mais recentes competições de gracvel da UCI englobam. Ou seja, trajetos muito rápidos e firmes. O terreno estava um pouco molhado, choveu bastante na véspera.

Neste “cenário”, sentimos a Kaius “voar”. Após um curto tempo de habituação à bicicleta e ao guiador mais estreito do que tem sido normal nos modelos de gravel em que andamos, o controlo desta BMC afigurou-se quase perfeito.

O guiador clean favorece uma postura muito similar ao que assumimos numa boa bicicleta de estrada, e isto faz com que haja uma tendência (ou uma tentativa) de andar depressa.

Além disso, o facto de as extremidades do guiador em baixo serem mais abertas faz com que se consiga manusear bem a Kaius em trilhos um pouco mais complexos e exigentes do ponto de vista técnico. As mudanças de direção parecem-nos seguras e imediatas.

A aceleração é muito boa. O quadro é uma das razões para que assim seja, com bom apoio das rodas Zipp Firecrest 303, muito reativas. Outra razão é a destreza com que conseguimos meter mudanças com o sistema eletrónico presente nesta montagem.

É o Sram Red AXS XPLR, confirmando que em todas as três versões da bicicletas encontramos conjuntos de transmissão eletrónicos. Em paralelo, a relação de transmissão escolhida parece-nos adequada: prato 42t e cassete 10-44t. É possível montar um prato 44t.

Contudo, outro aspeto que nos impressionou foi o conforto a andar na bicicleta. Antes de arrancarmos estávamos com a sensação de que a Kaius poderia ser uma verdadeira “pedra”, mas ao fim de duas horas (sim, sabemos que não foi uma volta assim tão longa que permita tirar conclusões mais consistentes…) a um ritmo muito elevado não notámos qualquer sensação negativa no corpo, nos membros, nas articulações.

Admitimos que, para ajudar nesse capítulo, antes de partirmos para o terreno todas as bicicletas sofreram um ajuste na pressão dos pneus, para que a absorção dos impactos fosse menor. Os técnicos da BMC a trabalharem bem…

Esperamos agora pela bicicleta na nossa garagem para que possamos dar mais voltas, durante mais tempo, palmilhar mais uns bons kms com a nova BMC Kaius, neste caso na versão 01 ONE. A conclusão rápida é a seguinte: quem procura uma gravel rápida e reativa para competir (e não tem limite de orçamento…), tem aqui uma das melhores opções do momento.

Especificações da BMC Karius 01 ONE 2023:

Quadro: fibra de carbono premium // Transmissão: Sram Red AXS XPLR (prato 42t, cassete 11-44t) // Travões: Sram Red Hyd (160/160 mm) // Rodas: Zipp Firecrest 303 // Pneus: Pirelli Cinturato Gravel H 700×40 // Guiador: ICS Carbon (360/420 mm e avanço de 90 mm no tamanho 51) // Espigão: Premium Carbon D-Shaped Seatpost // Selim: Fizik Vento Argo 00 // Preço: 11.499 € // Peso: não revelado / não verificado.

Site oficial:

Todas as fotos (clica/toca para aumentar):

Pormenores (clica/toca para aumentar)

Neste hands-on:

  • Texto: José Escotto
  • Vídeos e fotos: Jorge D. Lopes
  • Rider nas imagens: José Escotto

No evento Sea Otter Europe 2022, em Girona, Espanha.


Caso detetes algum erro ou tenhas informação adicional que enriqueça este conteúdo, por favor entra em contacto connosco através deste formulário.

PUB
Haibike Lyke 2023

Estás a gostar do GoRide.pt?

Então subscreve a Newsletter GoRide.pt clicando/tocando na imagem abaixo!

NEWSLETTER GORIDE.PT Newsletter GoRide.pt

José Escotto
O nosso responsável pelo GoRide Espanha! Experiência na área do ciclismo (e do desporto em geral) não lhe falta e muito menos entusiasmo quando se trata de divulgar as mais recentes novidades de bicicletas e BTT.

    Também vais gostar destes!

    Mais em Testes