A Wilier Triestina chama às suas novas bicicletas de gravel Adlar. Uma delas, a versão “normal”, não tem sobrenome; a outra, a “motorizada”, tem: Hybrid. No entanto, é preciso olhar com mais atenção para perceber a condição de e-bike da segunda: o quadro é bastante semelhante ao da Adlar convencional… demasiado até!

PUB
KTM E-Bikes BTT

A Wilier Triestina já tinha várias bicicletas de gravel no catálogo: a Rave SLR, a Rave SL, a Jena, a Jena Hybrid… Falando de quadros em fibra de carbono, e ainda a Jareen em alumínio, e a Jaroon em aço. Todas continuam disponíveis, no entanto a Adlar vem dar resposta a um mix de culturas do gravel, um meio-termo entre a competição e a aventura, dizem.

Wilier Triestina Adlar

Assim, as recentes Adlar e Adlar Hybrid incorporam esse espírito competitivo, com um quadro que exibe algumas reminiscências aero, mas que, no entanto, diferem das criações mais radicais do gravel, mantendo uma boa capacidade de carga para oferecer uma experiência completa de bikepacking.

Wilier Triestina Adlar Hybrid

Wilier Triestina Adlar

O quadro, fabricado em carbono de alto módulo, pesa cerca de 1.100 gramas e apresenta um design aerodinâmico inspirado nos modelos aero da marca. Embora não chegue aos extremos das outras gravel mais “radicais”, como por exemplo a Rave SLR e a Rave SL, a nova Adlar fica entre estas últimas e a Jena, combinando o melhor de ambas para atrair o maior número possível de utilizadores.

PUB
Nova Mondraker Dune

Observe-se o quadro, fabricado em fibra de carbono de alto módulo, embora não na exclusiva fibra Hus Mod + Liquid Crystal Polymer da Rave SLR. Ainda assim mantiveram a maioria dos pontos de fixação (até sete pontos de diferentes) para montar bagagens. Na verdade, esses pontos de fixação podem suportar até 35 kg de carga (no total), explica a marca.

Wilier Triestina Adlar

Além disso, está preparado para acomodar pneus de 700×52 ou 29″x2.00″ e pode ser equipada com suspensão frontal de até 40 mm de curso.

Disponível em cinco acabamentos diferentes, os preços começam em 3.700 euros para o modelo básico, equipado com transmissão Shimano GRX 1×11, e vão até aos 5.400 euros para o modelo topo de gama com transmissão Sram Rival XPLR AXS.

Wilier Triestina Adlar Hybrid

A Adlar Hybrid é, simplesmente, uma versão elétrica da Adlar convencional. Equipada com um motor TQ HPR50 de 50 Nm, oferece uma “assistência suave e silenciosa durante a utilização”, explica a marca.

PUB
Nova Mondraker Dune

A bateria TQ de 360 Wh pode ser ampliada com recurso a um Range Extender opcional de 160 Wh, proporcionando uma boa autonomia para viagens mais longas.

Com características semelhantes à Adlar padrão, como pontos de fixação para bagagem e espaço para pneus mais largos, a Adlar Hybrid mostra uma geometria ligeiramente ajustada para maior estabilidade em terrenos off-road.

Disponível em várias configurações, os preços começam em 7.000 euros para o modelo básico, equipado com transmissão GRX de 12 velocidades, e vão até aos 7.900 euros para o modelo mais exclusivo, com transmissão Rival Mullet GX.

Mais info:


Créditos imagens: Willier

PUB
KTM E-Bikes BTT

Também vais gostar destes!