Nos últimos dias, Mathieu van der Poel andou pelo percurso do Paris-Roubaix e depois da Volta a Flandres. Sem dúvida dois dos grandes objetivos para o holandês. Mas, com a mudança de calendário devido à pandemia, já sabe que pode apostar em mais grandes clássicas, assim como em provas por etapas, numa altura em que a RCS Sport confirmou o convite à Alpecin-Fenix para a maioria das suas corridas.

Strade Bianche (1 de agosto, a reabertura do calendário World Tour), Milano-Torino (dia 5), Milano-Sanremo (8), Gran Piemonte (12) e a Lombardia (15) têm as portas abertas para a equipa de Van der Poel, que este ano passou por Portugal, ao participar em fevereiro na Volta ao Algarve.

A Strade Bianche é uma clássica bem ao estilo deste ciclista todo o terreno, que vence na estrada, ciclocrosse e BTT. Se os monumentos do pavé serão irresistíveis, Van der Poel irá estar também na Milano-Sanremo.

A importância em garantir duas figuras do ciclismo mundial

Para a RCS Sport, garantir a Alpecin-Fenix  e poder eventualmente contar com Van der Poel em mais corridas, é uma situação que muito lhe agrada. Antes da paragem devido à pandemia de covid-19, o organizador já tinha feito alguns convites à equipa, mas o novo calendário acabou por ajudar a contar com a formação do segundo escalão mundial em mais provas.

Ainda pouco mais se conhece do calendário do ciclista que no ano passado tornou-se numa estrela do World Tour com exibições fenomenais (aquela vitória na Amstel Gold Race será um dos grandes momentos da sua carreira, apesar de só ter 25 anos). Porém, com a Alpecin-Fenix também convidada para o Tirreno-Adriatico (de 7 a 14 de setembro), Van der Poel poderá aproveitar a corrida para preparar os Mundiais.

E há que não esquecer que, além de Van der Poel, o organizador da Volta a Itália, recebeu a garantia de outra da grande estrela do ciclismo mundial, que este ano vai mesmo estrear-se no Giro e assim até falhar duas corridas que são das suas favoritas: Peter Sagan manteve a palavra dada ainda em 2019 e para estar na grande volta italiana pela primeira vez na sua carreira, não marcará presença no Paris-Roubaix e Volta a Flandres.

Quanto como anda a treinar Mathieu van der Poel pelos percursos precisamente destes dois monumentos do pavé, o ciclista partilhou os dados na sua conta do Strava e anda a fazer alguns dos melhores tempos em certos setores.