João Almeida considerou que o corredor da Ineos Pavel Sivakov travou deliberadamente à sua frente na reta da meta, no final da etapa deste domingo, em Cogne, segundo o corredor português, para haver um corte de tempo no grupo de candidatos, permitindo que Richard Carapaz pudesse ganhar alguns segundos no sprint.

PUB
Mondraker Raze

O corredor português concluiu a etapa 15 sem sobressaltos e permanece em terceiro na geral, a 30 segundos de Carapaz, mas logo após ter cortado a meta, ele que é geralmente calmo e controlado, manifestou-se bastante desagrado.

Nas imagens televisivas vê-se João Almeida a dirigir-se a Carapaz, que se afastou rapidamente, e em seguida fala e gesticula aos corredores da Bora-Hansgrohe com um semblante visivelmente carregado.

De facto, Sivakov reduz a velocidade, abrindo um espaço à sua frente, quando Richard Carapaz acelera para responder ao adiantamento de Lennard Kamna (Bora-Hansgrohe) e de Fabio Felline (Astana), os mais rápidos do grupo dos favoritos. Todavia, não é claro que o corredor russo naturalizado francês da Ineos tenha travado de propósito para beneficiar o seu líder.

Foto abertura: Giro.it

PUB
Lazer

Estás a gostar do GoRide.pt?

Então subscreve a Newsletter GoRide.pt clicando/tocando na imagem abaixo!

NEWSLETTER GORIDE.PT Newsletter GoRide.pt

Goride Team
Toda a GoRide Team alimenta este site como se não houvesse amanhã :) Damos preferência a tudo o que envolver diversão em cima de uma bike!

    Também vais gostar destes!

    Mais em Em destaque